Gestão de Fornecedores

Gestão de Fornecedores – Aumente seu poder de Negociação

5 de novembro de 2019

Implementar um trabalho de gestão de fornecedores com otimização de métodos e integração de processos é o primeiro passo para aumentar o poder de negociação

O trabalho de gestão de fornecedores é o gerenciamento da relação entre empresa e fornecedores de matéria prima, produto, subproduto ou até mesmo prestação de serviços fornecidos por terceiros para que um produto final seja concluído e entregue. Em outras palavras, é uma espécie de parceria ou terceirização de parte do processo de produção.

Dito isso, é importante ressaltar que, apesar de não haver qualquer relação de vínculo empregatício, existe uma corresponsabilidade sobre a qualidade e confiabilidade do que se apresenta nesta “troca”.

Sendo assim, o setor que atua na gestão de fornecedores tem ganhado cada vez mais espaço no planejamento tático das operações financeiras das organizações. É um departamento considerado estratégico para gerenciar riscos. Afinal, é a gestão de fornecedores que vai trabalhar com os diferenciais competitivos da empresa. Por exemplo, um produto que tenha uma matéria prima de baixa qualidade coloca em risco a reputação da entrega. Portanto, a gestão de fornecedores avaliará todos os pormenores que envolvem o processo, para assim, garantir a excelência do produto final.

Após esta breve introdução, segue alguns pontos práticos do porquê é preciso ter uma gestão de fornecedores na sua empresa ou organização!

  • A gestão de fornecedores dará suporte a área de suprimentos;
  • Mantém em seu escopo o controle efetivo dos processos de homologação;
  • Irá contribuir estrategicamente para obter os resultados esperados pela empresa;
  • Permitirá com relatórios avaliar a saúde financeira que permite a continuidade do negócio;
  • Possibilita, também por meio de avaliações de dados a análise de riscos com proposta de soluções assertivas;
  • Atua diretamente no gerenciamento das relações comerciais e possíveis reflexos na reputação e imagem da empresa;
  • Dentro do processo de gestão de fornecedores é possível potencializar diferenciais competitivos da organização;

A gestão de fornecedores pode ainda ser dividida em etapas, sendo:

Processo de Homologação – em que serão avaliadas questões ligadas a cadastros, documentos, exigências fiscais e ambientais, entre outras qualificações técnicas e de ordem econômico-financeiras.

Processo de Avaliação Periódica – como o próprio nome já sugere, esta fase é permanente pois, com uma variação de tempo estipulada pela gestão uma reavaliação é feita quanto ao perfil do fornecedor. Esta etapa tem por objetivo manter o atendimento dentro do escopo da empresa. Com isso é possível avaliar o momento de trocar de fornecedor ou reavaliar os contratos.

Algumas tecnologias já estão sendo implantadas para otimizar todo o processo de gestão de fornecedores. Assim, é possível garantir, entre outras coisas, que seja feito um diagnóstico de fornecedores que aponte melhorias e defina controláveis. O desenvolvimento de governança cria ainda uma estrutura organizacional que facilita a implantação e capacitação para novos processos.

Diante do exposto é possível entender que, com todas as ferramentas usadas pela gestão de fornecedores, é possível, pautado em dados analíticos, aumentar o poder de negociação na tomada de decisão. Lembrando que é fundamental ter mais de um fornecedor do mesmo segmento, como estratégia de gerenciamento de risco.

Para saber mais detalhes sobre a gestão de fornecedores entre em contato com os especialistas da Level Group.

Tire suas Dúvidas

x

Tire suas dúvidas