Ready for the next level?


driblar a crise

Ousar é Preciso!

13 de agosto de 2015

Há um ditado popular que afirma que “time que está ganhando não se mexe”. Em tempos de crise, uma outra máxima que também surge no imaginário das pessoas é: “Não mexa para não piorar”.

Diante do atual cenário, a maioria das companhias busca impetrar ações ortodoxas para sobreviver às turbulências do mercado. Neste sentido, redução de quadro, diminuição da produção, controle rigoroso do custeio e fortalecimento do caixa estão entre as medidas mais recomendadas pelos executivos financeiros.

Num mercado nervoso, com câmbio em alta, exportações ameaçadas com a desvalorização do dinheiro na China e rebaixamento da classificação do País em agências de ratings, só para elencar o que aconteceu esta semana, executivos e acionistas se perguntam o que pode ser feito para tentar manter as taxas de remuneração em patamares satisfatórios.

É fato que algumas empresas expostas a crise possuem uma enorme capacidade de reação com inovação e conseguem, mesmo num cenário desfavorável, aumentar suas vendas e garantir bons resultados. Mais há uma outra alternativa para quem é mais conservador ou para quem está em mercados mais instáveis: reduzir os custos das aquisições!

Aumentar as vendas em 5%, não raro, requer um esforço hercúleo de qualquer companhia, com boa gestão, processos estruturados, logística adequada e um ávido mercado consumidor. Contudo, você pode se surpreender com a gordura localizada que pode ser combatida e controlada, sobretudo, nos processos de aquisição de bens e serviços na sua organização.

A área de suprimentos sempre foi vista como um centro de despesas, jamais, como um centro de receita. Com o mercado commoditizado, com margens cada vez mais apertadas, comprar se tornou parte sensível no processo de geração de lucro das empresas e aqui surge uma questão inadiável: como anda sua área de suprimentos?

Há duas enormes oportunidades que podem ser aproveitadas neste momento difícil com vistas a reduzir, drasticamente, alguns custos do processo de compras. A primeira diz respeito a algo que já foi feito, ou seja, ao seu estoque. A segunda está associada a algo que se faz rotineiramente, às vezes, da pior forma possível, suas compras indiretas.

Você tem ideia do volume financeiro que está parado em seu estoque? Existe algum inventário daquilo que está depositado lá? Quem lhe garante que sua política de planejamento para ressuprimento de demanda (S&OP) está ajustada ao seu modelo financeiro? É mais comum do que se imagina, depois de uma avaliação, companhias se surpreenderem com milhões de reais parados em seus estoques sem qualquer tipo de gestão sobre ele.

A Level é especialista em avaliar, planejar e estabelecer novas políticas para melhorar a gestão de estoques de grandes empresas. Através de nossos consultores, somos capazes de dar um diagnóstico preciso, inventariar os itens, analisar curvas de demandas com algoritmos inteligentes – com vistas a ajustar o planejamento das aquisições, identificar peças obsoletas que podem ser vendidas em lotes no mercado, tudo isso suportado por tecnologia de sistemas, com integração ao sistema de gestão de sua companhia (ERP).

Outra grande oportunidade que pode promover uma enorme redução de custos são processos estruturados de strategic sourcing. Compras recorrentes de materiais indiretos e contratos de serviços de commodities, como telefonia, acabam se tornando vilões anônimos dentro da estrutura de custos do departamento de compras.

Por não serem aquisições estratégicas ou matérias primas, essas categorias acabam relegadas, o que produz vícios mercadológicos como pouca competição entre fornecedores, alto custo de processo e baixa quantidade de itens em contratos, por exemplo.

A Level já realizou mais de 800 projetos de strategic sourcing no mercado, com saving médio de 11,0%. O serviço, que tem como modelo de remuneração o success fee, engloba análise do spend da companhia, mercado fornecedor, sazonalidades, elaboração das RFQ´s, seleção dos fornecedores, negociação dos contratos e ajuste da nova política de compras. Tudo isso suportado por uma das melhores ferramentas de e-Procurement do Brasil, customizável e integrável a qualquer sistema de gestão.

Como já sabemos, o momento atual pede ações corajosas! Ficar vendo “a banda passar” pode significar um prejuízo sem precedentes. Portanto, é hora de agir! Inovação na produção e nas vendas é algo que todos estão buscando, mas é possível também inovar em processos de compras, garantindo um resultado surpreendente para sua empresa.

A Level Group esta a sua disposição para fazer um diagnóstico, tanto em seus processos de aquisição de bens e serviços, quanto no seu estoque de materiais. Faça-nos uma consulta! Será nosso privilégio atender sua companhia.

Tire suas Dúvidas

x

Tire suas dúvidas
Logo Level Group